fbpx
skip to Main Content
Processo De Cicatrização: Como Torná-lo Mais Rápido E Efetivo

Processo de cicatrização: como torná-lo mais rápido e efetivo

Com o tempo, nossa pele tende a ganhar várias marquinhas em todo o corpo. Reflexo das nossas travessuras infantis, das acnes da adolescência ou mesmo de processos cirúrgicos podem acabar levando a cicatrizes, que precisam ser tratadas com cuidado para não deixar marcas indesejadas. Então, como funciona o processo de cicatrização?

O processo de cicatrização da nossa pele é algo natural: nosso corpo tende a reparar sozinho a parte do tecido que foi lesada, regenerando as células afetadas. Esse efeito, porém, pode não gerar um resultado esteticamente satisfatório, por isso é importante tomar algumas medidas que podem acelerar o processo e torná-lo mais efetivo.

Etapas da cicatrização

Para que as células sejam regeneradas após um corte ou lesão, nosso corpo atua em etapas no processo de cicatrização. Tudo vai depender da profundidade e da seriedade do ferimento causado na pele. Se superficial e sem infecções, como em cortes cirúrgicos mais simples, as etapas ficam um pouco mais rápidas e o resultado tende a ser melhor.

Nas primeiras horas após a lesão, nosso corpo cria agentes inflamatórios para recompor o tecido agredido e começar a substituir a parte da pele necessária. Nos dias que seguem, são recompostos os vasos sanguíneos que foram perdidos, por meio da produção de colágeno pelo próprio corpo. Em seguida, o colágeno é então reajustado e redistribuído, reduzindo a vermelhidão da cicatriz e deixando-a menos aparente.

Alguns fatores, como o grau de contaminação e a genética da pessoa afetada, podem tornar o processo de cicatrização mais rápido ou mais lento, variando de dias a anos de recuperação. Para aumentar as chances de que os efeitos finais sejam bons, separamos três dicas que podem te ajudar a reduzir as marcas de cicatrizes após procedimento cirúrgicos ou lesões na pele:

1 – Alimente-se bem

blog-novun-4-habitos-saudades-para-evitar-o-envelhecimento-da-pele-alimentacao

Ingerir alimentos saudáveis pode ajudar no processo de cicatrização, pois favorecem a recuperação e a saúde de todo o corpo. A vitamina C, por exemplo, é um grande aliado da produção de colágeno e pode facilitar o tratamento da pele. Alimentos como as frutas cítricas são ricas nesse nutriente e podem ser facilmente incluídas na dieta após uma cirurgia. Além dele, não deixe de ingerir proteínas, ferro e minerais, que também ajudam a facilitar a recuperação da pele.

2 – Hidrate a pele

9-super-dicas-para-fazer-sua-pele-ficar-mais-firme-hidracao

Mantenha a pele sempre hidratada, com cremes especializados ou óleos indicados por seu médico. A hidratação ajuda a evitar a coceira, que pode atrapalhar o processo de cicatrização e causar danos maiores à área afetada. Ao aplicar o hidratante, aproveite para massagear a região, de acordo com as orientações médicas, após algumas semanas da lesão. Durante esse tempo, também é importante evitar expor a área à radiação solar.

3 – Inclua colágeno hidrolisado em sua dieta

blog-novun-aprenda-como-potencializar-efeitos-colageno

Para ajudar o corpo na recomposição e produção de colágeno, uma dica é ingerir cápsulas de colágeno hidrolisado. O produto age estimulando a regeneração das fibras da pele, facilitando a etapa de remodelagem do processo de cicatrização e aumentando a resistência da área afetada, que tende a ficar mais sensível mesmo depois que a cicatriz já está formada.

Leia mais: Colágeno na recuperação de cicatrizes e cirurgias plásticas

O que achou das dicas para agilizar e facilitar o processo de cicatrização? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

Close search
Carrinho
Back To Top
× Fale conosco!